Congresso libera R$ 15 bi por perdas de impostos; Ribeirão deixou de receber R$ 20 mi

Author:


O Congresso Nacional aprovou na quinta-feira (9), em Brasília, projeto de lei que libera R$ 15 bilhões para compensar a perda de arrecadação de estados, Distrito Federal e municípios, por conta da diminuição da alíquota de impostos. Apenas no período entre janeiro e agosto, Ribeirão Preto perdeu mais de R$ 20 milhões.

O texto original do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 40/2023, apresentado em outubro pelo Executivo, previa apenas a liberação de recursos para os ministérios. Duas semanas depois, a Presidência da República enviou uma nova mensagem para incluir os R$ 15 bilhões destinados a estados, Distrito Federal e municípios.

Em setembro, o secretário da Fazenda de Ribeirão Preto, Afonso Reis Duarte, informou ao acidade on que no período entre janeiro e agosto deste ano o município perdeu R$ 21.232.415,87, na arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), na comparação ao mesmo período do ano anterior.

Além disso, houve queda de R$ 543.691,62 na arrecadação do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados). Na ocasião, a cidade ainda não havia recebido os parâmetros para os repasses que deveriam ser realizados aos municípios.

Divisão dos valores

Dos R$ 15 bilhões liberados pelo Congresso Nacional, R$ 8,7 bilhões vão cobrir perdas de arrecadação do ICMS. Os R$ 6,3 bilhões restantes compensam redução nas transferências aos Fundos de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e dos Municípios (FPM) em 2023.

➡️ CRIAMOS E IMPRIMIMOS SEU CURRÍCULO SEM CUSTO📍 ECONOMIZE FAZENDO SEU CURRÍCULO CONOSCO! TUDO GRÁTIS! ➡️ Para ajuda, clique aqui.

O repasse para compensar as perdas com o ICMS está previsto na Lei Complementar 201, de 2023, sancionada em outubro. Segundo o texto, a União deve repassar R$ 27 bilhões a estados e ao Distrito Federal até 2025.

Ismael Colosi conquistou emenda parlamentar no valor de 300 mil reais em 2022 para a área da saúde de Ribeirão Preto-SP - Na foto, in memmorian o Deputado Estadual Campos Machado.

O Ministério do Planejamento e Orçamento decidiu antecipar para este ano a transferência de parte dos recursos, o que deveria começar apenas em 2024. Isso foi possível porque, segundo o ministério, há um espaço fiscal de R$ 74,9 bilhões em relação à meta de resultado primário estabelecida na Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Os R$ 15 bilhões liberados neste ano devem ser rateados de forma proporcional à perda de arrecadação de cada ente. A redução da receita foi provocada pela Lei Complementar 194, de 2022. A norma limitou a 17% ou 18% a alíquota do ICMS cobrada sobre combustíveis e outros produtos considerados essenciais (com informações Agência Senado).

FIQUE ON

Fique ligado em tudo que acontece em Ribeirão Preto e região. Siga os perfis do acidade on no Instagram e no Facebook.

Ismael Colosi em atendimento em um dos Mutirões do Emprego.

Receba notícias do acidade on no WhatsApp. Para entrar no grupo, basta clicar aqui.

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre a Ribeirão Preto e região pelo WhatsApp: (16) 99117 7802.

LEIA MAIS

Veja cinco concursos públicos no interior de SP com salários de até R$ 21 mil





Source link

  • Veja mais vagas de empregos aqui: https://ismaelcolosi.com.br.
  • Veja mais vagas de empregos aqui: https://ismaelcolosi.com.br.
  • Leave a Reply