URGENTE! Inadimplência entre os MEIs é preocupante e milhares de CNPJs serão excluídos em breve

Autor(a):


Recentemente, foi estabelecida uma mudança significativa para os Microempreendedores Individuais (MEIs).

O descumprimento de obrigações financeiras, especialmente relacionado aos pagamentos atrasados, pode trazer consequências severas para os inscritos nesse regime.

Os MEIs que possuírem dívidas pendentes junto à Receita Federal ou à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) devem estar particularmente atentos.

Portanto, a negligência em regularizar esses débitos pode não apenas resultar em penalidades financeiras, mas também em possíveis restrições operacionais.

Além disso, os casos mais graves podem culminar na exclusão total do regime Microempreendedor Individual.

Dessa forma, MEIs que não regularizam suas pendências financeiras com determinadas instituições correm o risco de terem seus CNPJs marcados como inaptos.

Essa classificação pode acarretar uma série de implicações. Entre elas, a obrigatoriedade de pagamento de tributos estabelecidos em valores fixos mensais.

Adicionalmente, a empresa pode ser impulsionada a seguir as diretrizes de tributação baseadas nos regimes de Lucro Real ou Lucro Presumido. Dessa maneira, podendo haver impactos significativos em sua operação e gestão financeira.

Enfim, para obter mais informações sobre as obrigações e requisitos do MEI, confira o texto a seguir! Nele abordaremos esses tópicos de forma mais esclarecedora.


Você também pode gostar:

Consequências da irregularidade e vantagens da regularização para os MEIs

MEIs
Inadimplência entre os MEIs gera a exclusão de milhares de cadastros. Imagem: Canva.

Os MEIs que apresentem pendências serão notificados com o “Termo de Exclusão do Simples Nacional“. Este documento oficializa a retirada da empresa desse regime tributário simplificado.

Vale destacar que, mesmo com a exclusão do Simples Nacional, o CNPJ da empresa permanecerá ativo. Todavia, haverá a necessidade de realinhamento tributário.

Por consequência, optando-se entre os regimes do Lucro Real ou Lucro Presumido, o que pode acarretar em alterações nas obrigações fiscais e tributárias da empresa.

Ao optar pela regularização, os MEIs não apenas evitam complicações, mas também obtém acesso à uma série de vantagens significativas:

  • Manutenção do enquadramento no MEI e Simples Nacional: Ao estar em dia com suas obrigações, o empreendedor garante a permanência neste regime tributário simplificado, otimizando o processo contábil e fiscal;
  • Continuidade da cobertura pelo INSS: Estar regularizado significa que os MEIs mantêm sua condição de segurado pelo INSS. Dessa forma, garantindo o acesso a benefícios essenciais como auxílio-doença, aposentadoria, entre outros;
  • Evitar processos judiciais por dívidas: A regularização previne que o empreendedor enfrente ações judiciais devido a débitos pendentes, economizando tempo, dinheiro e possíveis dores de cabeça;
  • Acesso facilitado a serviços financeiros: Uma situação regularizada amplia as chances de obter financiamentos, empréstimos e até mesmo na abertura de contas bancárias em nome da empresa;
  • Débitos simplificados pelo PGMEI: Através do Programa Gerador do DAS para os MEIs, a apuração de débitos em valores fixos torna-se mais prática e gerenciável.

Você pode se interessar em ler também:

Quais as consequências do cancelamento do CNPJ e como verificar a existência de dívidas e pendências?

Empresários que enfrentam o cancelamento do CNPJ estão diante de sérias repercussões que podem afetar diretamente a operação e gestão de seus negócios. Além disso, também serão excluídos do sistema MEIs.

Entre as consequências mais relevantes, destacam-se o cancelamento de alvarás e o impedimento na emissão de notas fiscais e licenças.

Portanto, essas ações podem levar à paralisação das atividades comerciais até que a situação seja regularizada.

Além disso, há possibilidade de ocorrer a transferência das dívidas da empresa para o CPF do proprietário. Dessa forma, os MEIs se tornariam pessoalmente responsáveis pelos débitos, afetando seu patrimônio pessoal.

Se você tem dúvidas sobre possíveis débitos pendentes, existem algumas maneiras simples e eficientes de fazer essa verificação.

A primeira é o uso do PGMEI, um sistema eletrônico que foi projetado especificamente para a gestão de impostos dos MEIs. 

Ao acessar o PGMEI, você deve escolher a opção “Consulta Extrato/Pendências”, onde poderá verificar todas as suas obrigações financeiras ainda não cumpridas.

Outra alternativa é o uso do aplicativo MEI, uma opção móvel e acessível. Essa ferramenta foi desenvolvida especialmente para facilitar a vida dos MEIs.

Dessa forma, está disponível tanto para dispositivos Android quanto iOS, e permite verificar débitos, emitir guias de pagamento e gerenciar necessidades fiscais de maneira prática.

Com o auxílio dessas ferramentas, não só é possível identificar pendências, mas também gerar os documentos e guias de pagamento, simplificando o processo de regularização.

Por fim, é importante estar atento à declaração anual do DASN SIMEI, garantindo que todas as obrigações fiscais sejam atendidas.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *