SOLICITOU Bolsa Família? ESTA informação cairá COMO UMA BOMBA

Autor(a):


O Bolsa Família é a principal iniciativa social em execução no país, sendo de extrema importância. Proporciona às famílias em vulnerabilidade social e econômica, uma chance de ter renda e garantir sua sobrevivência. No entanto, é fundamental que você esteja ciente de que novos montantes foram confirmados em outubro.

No início de 2023, foi evidente que o Governo Federal colocou como uma de suas prioridades a erradicação da situação do país no Mapa da Fome. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mencionou isso e está empenhado em retirar o Brasil dessa estatística durante seu mandato, com a assistência do Bolsa Família.

Plano de ação em relação ao Bolsa Família para tirar famílias da vulnerabilidade

Para alcançar o objetivo, são necessários planos de ação que envolvam os indivíduos que sofrem de fome no Brasil. Na maior parte, são cidadãos enfrentando a pobreza ou a extrema pobreza. Essa categoria é a que mais se beneficia do programa social.

Dessa forma, foram estabelecidos novos montantes para o programa, que garante pagamentos mínimos de R$ 600 para beneficiários. Além disso, o Governo também assegurou que famílias terão uma chance de receber a parcela adicional, conforme a composição.

No caso de crianças de 0 a 6 anos, uma parcela adicional de R$ 150 será aprovada. Já para crianças de 7 a menos de 18 anos, mulheres grávidas e lactantes, o Governo Federal aprovou uma parcela extra de R$ 50 por membro elegível. Mas, quando será efetuado esse pagamento?

SOLICITOU Bolsa Família? ESTA informação cairá COMO UMA BOMBA
Existe uma fila para receber o benefício – Imagem: Adobe Stock

Recebimento do mês de outubro

O programa realiza o depósito mensalmente aos membros das famílias. Dessa maneira, o Bolsa Família é utilizado como remuneração. Para o mês de outubro, os indivíduos incluídos no programa devem estar cientes das datas divulgadas, especialmente pela instituição financeira Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento.


Você também pode gostar:

A partir de 18/10, os beneficiários do Bolsa Família devem verificar suas contas associadas ao programa. Isso se deve ao fato de que os pagamentos deste mês terão início na data citada para todos aqueles cujo Número de Identificação Social (NIS) termina em 1. Consulte o calendário a seguir:

Pagamento de outubro

  • Se o dígito final do NIS for 1: A data de pagamento é no dia 18 de outubro;
  • Caso o dígito final do NIS seja 2: A data de pagamento é no dia 19 de outubro;
  • Se o dígito final do NIS for 3: A data de pagamento é no dia 20 de outubro;
  • Se o dígito final do NIS for 4: A data de pagamento é no dia 23 de outubro;
  • Caso o dígito final do NIS seja 5: A data de pagamento é no dia 24 de outubro;
  • Caso o dígito final do NIS seja 6: A data de pagamento é no dia 25 de outubro;
  • Se o dígito final do NIS for 7: A data de pagamento é no dia 26 de outubro;
  • Se o dígito final do NIS for 8: A data de pagamento é no dia 27 de outubro;
  • Caso o dígito final do NIS seja: A data de pagamento é no dia 30 de outubro;
  • Caso o dígito final do NIS seja 0: A data de pagamento é no dia 31 de outubro.

Fila do Bolsa Família deixa brasileiros preocupados

Meses após a reintrodução do Bolsa Família, destaque das administrações do Partido dos Trabalhadores, a iniciativa continua registrando uma lista de espera. Em média, mais de 400 mil famílias têm sua inscrição aprovada pelo governo mensalmente, porém não recebem o auxílio.

Essa realidade vai contra a expectativa do próprio governo de manter a lista de espera vazia até dezembro. Já em janeiro, o presidente encontrou um passivo de 498 mil famílias que estavam na lista de espera do Auxílio Brasil. Essa iniciativa foi lançada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e que antecedeu o novo Bolsa Família.

Em março, quando o presidente Lula inaugurou a nova etapa do programa, a lista de espera foi zerada. Com os recursos adicionais aprovados pelo Congresso, todas essas pessoas foram incluídas no programa. No entanto, a lista de espera voltou a crescer agora.

Uma família entra na lista de espera quando seus documentos já foram analisados e aprovados pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social. Portanto, a lista inclui somente aqueles que atendem aos requisitos e estão prontos para receber o auxílio.

O prazo médio para a entrada de novos beneficiários é de 70 dias, o que ultrapassa dois meses. Para as “famílias vulneráveis”, categorizadas pelo ministério como “indígenas, quilombolas, resgatados de situação análoga à escravidão, entre outros”, o prazo é de 45 dias, de acordo com o MDS.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *