Restaurantes e bares em prejuízo aumentam e brasileiros ficam em ALERTA

Autor(a):


Uma pesquisa recente conduzida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) revelou que um crescente número de estabelecimentos no Brasil enfrentou dificuldades financeiras em agosto, com 5% deles encerrando o mês no prejuízo. Os resultados, divulgados nesta quinta-feira (12) pela Agência Brasil, fornecem uma visão preocupante da saúde econômica do setor de alimentação do país.

A principal razão apontada para o saldo negativo nas contas dos bares e restaurantes foi uma acentuada queda nas vendas, sinalizada por 82% dos entrevistados. Além disso, a redução no número de clientes (67%), dívidas em crescimento (43%) e o aumento do custo dos insumos (36%) foram citados como outros fatores que contribuíram para as dificuldades enfrentadas pelos empresários do setor.

A pesquisa da Abrasel foi conduzida entre os dias 28 de setembro e 6 de outubro e incluiu entrevistas com 1.979 proprietários de bares e restaurantes em todo o Brasil. Os resultados refletem as complexas condições econômicas e as incertezas que vêm afetando o setor de serviços, destacando a necessidade de medidas de apoio e políticas que possam ajudar a reverter essa tendência preocupante.

Empresas mais novas são as mais afetadas

Além das descobertas sobre os desafios enfrentados pelo setor de alimentação em agosto, a pesquisa da Abrasel também destacou diferenças significativas no impacto financeiro sofrido pelas empresas com base em sua idade e tamanho. Empresas mais jovens e de menor porte foram as mais afetadas pelas dificuldades econômicas.

De acordo com o estudo, as empresas mais jovens, com um histórico de operação entre um e três anos, enfrentam as maiores dificuldades, com 33% delas registrando prejuízo em agosto. Essas empresas, que ainda estão em processo de estabelecimento no mercado, enfrentam desafios significativos, que vão desde a construção de uma clientela leal até a gestão de despesas operacionais.

Por outro lado, empresas com mais de uma década de atuação experimentaram um percentual menor de prejuízo, onde apenas 18% encerraram o mesmo mês no vermelho. A estabilidade e a experiência adquirida ao longo dos anos podem ter contribuído para uma maior capacidade de enfrentar as dificuldades econômicas.

Restaurantes e bares em prejuízo aumentam e brasileiros ficam em ALERTA
Restaurantes e bares em prejuízo aumentam e brasileiros ficam em ALERTA
Imagem: Canva

Tamanho também importa no setor de alimentação


Você também pode gostar:

Além da idade das empresas, o tamanho também desempenha um papel crucial nas dificuldades enfrentadas pelos estabelecimentos do setor de alimentação. Dos bares e restaurantes com faturamento de até R$ 1 milhão, 33% enfrentaram prejuízo em agosto. Esses estabelecimentos de menor porte podem ter menos margem de manobra para lidar com desafios financeiros, dada a sua capacidade limitada de geração de receita.

Por outro lado, apenas 8% dos bares e restaurantes com faturamento superior a R$ 4,8 milhões fecharam o mês com saldo negativo. Empresas maiores, com uma base financeira mais sólida e uma clientela estabelecida, parecem ter sido mais capazes de enfrentar as dificuldades econômicas em comparação com empresas de menor porte.

A pesquisa da Abrasel oferece uma visão dos desafios que o setor de alimentação no Brasil enfrentou em agosto de 2023. A queda nas vendas, a redução no número de clientes e o aumento das dívidas se combinaram para criar um ambiente econômico difícil para muitos proprietários de bares e restaurantes. O levantamento serve como um lembrete da importância de oferecer apoio e políticas que atendam às necessidades dessas empresas.

 

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *