Quer fazer uma renda extra? Veja setores que mais contratam para trabalho temporário

Autor(a):



Muitas pessoas buscam uma forma de complementar a renda extra no final do ano, seja para pagar as contas, viajar ou comprar presentes. Uma opção é procurar por vagas de trabalho temporário, que costumam aumentar nesse período.

Segundo a Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), a expectativa é que sejam geradas 470 mil vagas de trabalho temporário de final de ano no Brasil em 2023, um crescimento de 5% em relação ao ano anterior.

Mas quais são os setores que mais contratam nessa modalidade? E quais são os direitos e deveres dos trabalhadores temporários? Confira as respostas a seguir.

Setores que mais contratam para trabalho temporário

De acordo com a Asserttem, os setores que mais demandam mão de obra temporária são:

Comércio

Lojas de roupas, calçados, eletrodomésticos, supermercados e farmácias são alguns exemplos de estabelecimentos comerciais que costumam reforçar o quadro de funcionários no final do ano, principalmente para atender ao aumento das vendas no Natal.

As principais funções são vendedor, caixa, estoquista e repositor.

Indústria

A produção industrial também cresce no final do ano, tanto para abastecer o mercado interno quanto para exportar. Os segmentos que mais contratam são os de alimentos, bebidas, brinquedos, cosméticos e eletrônicos.

As principais funções são operador de máquinas, auxiliar de produção, embalador e montador.

Serviços

O setor de serviços engloba diversas atividades, como hotelaria, turismo, transporte, alimentação, limpeza, segurança e saúde. Com o aumento do fluxo de pessoas viajando e consumindo nessa época do ano, a demanda por profissionais dessas áreas também aumenta.

As principais funções são recepcionista, garçom, cozinheiro, motorista, copeiro e auxiliar de limpeza.

Direitos e deveres

O trabalho temporário é regulamentado pela Lei nº 6.019/74, que estabelece as regras para essa modalidade de contratação. Entre elas, estão:

  • O contrato deve ter duração máxima de 180 dias, podendo ser prorrogado por mais 90 dias, desde que haja motivo justificado.
  • O trabalhador temporário tem direito a receber salário equivalente ao dos empregados da mesma categoria na empresa tomadora dos serviços, além de férias proporcionais, 13º salário proporcional, FGTS, INSS e seguro contra acidentes de trabalho.
  • O trabalhador temporário não tem direito a aviso prévio, multa rescisória de 40% sobre o FGTS e seguro-desemprego.
  • O trabalhador temporário deve cumprir as normas internas da empresa tomadora dos serviços, bem como as orientações da empresa prestadora dos serviços.
  • O trabalhador temporário pode ser efetivado pela empresa tomadora dos serviços ao final do contrato, desde que haja vaga disponível e interesse mútuo.

Dicas para se destacar

Para quem busca uma oportunidade de trabalho temporário, algumas dicas podem ajudar a se destacar e aumentar as chances de ser contratado ou efetivado. Veja algumas delas:

  • Atualize seu currículo com seus dados pessoais, formação acadêmica e experiências profissionais relevantes para a vaga pretendida.
  • Pesquise sobre a empresa contratante e o setor de atuação antes da entrevista ou da contratação.
  • Demonstre interesse, proatividade e disposição para aprender e se adaptar às rotinas da empresa.
  • Seja pontual, responsável e comprometido com suas tarefas e horários.
  • Mantenha uma boa comunicação e relacionamento com seus colegas, superiores e clientes.
  • Busque se qualificar e se atualizar constantemente sobre as tendências e novidades do mercado.

+++Acompanhe as principais vagas de emprego do Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosvagas de emprego



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *