Inscrição no CADÚNICO dá direito a ESTE benefício SURPREENDENTE que você TEM que saber AGORA

Autor(a):


Uma surpresa será enviada pelo Governo Federal aos beneficiários do CadÚnico. A população de menor poder aquisitivo pode comemorar a oportunidade de receber um conjunto de antenas digitais. Esse recurso chega para aprimorar as atividades de lazer das famílias do Brasil, acompanhando o avanço da tecnologia 5G.

A chegada do 5G ao país trouxe uma série de vantagens. Entre elas, destaca-se o sinal de TV. No entanto, para ter acesso a uma imagem de alta qualidade, tornou-se necessário substituir a antena parabólica tradicional pelo conjunto de antenas digitais. A obtenção desse equipamento ficou ainda mais fácil por meio do CadÚnico.

A rede 5G

Com a implementação da rede, informações oficiais apontam que a transição da televisão tradicional de Banda C para Banda KU já é uma realidade. O objetivo é promover melhorias tanto na qualidade da imagem quanto do som do aparelho. Contudo, para isso, é preciso utilizar aparelhos modernos, e é exatamente nesse aspecto que o Cadastro Único prestará assistência.

Evidentemente, nem todos os cidadãos brasileiros têm condições financeiras para arcar com os custos da substituição desses equipamentos. Com isso em mente, o Governo Federal decidiu disponibilizar gratuitamente o conjunto de antenas digitais para os cidadãos de baixa renda por meio do programa Siga Antenado.

Quais são os cidadãos que podem se cadastrar no CadÚnico?

Primeiramente, o CadÚnico é um sistema do Governo Federal que reúne dados sobre a população de menor poder aquisitivo e em situação de vulnerabilidade social. O indivíduo cadastrado nessa base de informações terá acesso a uma variedade de vantagens no contexto social.

A família que deseja efetuar sua inscrição deve apresentar uma remuneração mensal de até metade do salário mínimo por pessoa. Isso quer dizer, R$ 660,00, ou três salários mínimos como renda familiar, equivalente a R$ 3.960,00.

Se o grupo familiar estiver dentro das condições estabelecidas, é suficiente para procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo, localizado no município de residência. Cabe destacar que é bastante frequente haver diversas unidades espalhadas pela cidade, com o propósito de melhor atender cada região.


Você também pode gostar:

Inscrição no CADÚNICO dá direito a ESTE benefício SURPREENDENTE que você TEM que saber AGORA
São várias as vantagens de se cadastrar nesse “banco de dados” do governo – Imagem: Divulgação

Veja como fazer a inscrição

Para realizar a inscrição, é necessário seguir os seguintes requisitos:

  • Ter um indivíduo responsável pela família para responder às indagações do cadastro. Esse indivíduo deve fazer parte do grupo familiar, residir no mesmo domicílio e possuir idade mínima de 16 anos;
  • Para o responsável familiar, preferencialmente uma mulher, é indispensável apresentar o CPF ou o Título de Eleitor;
  • Exceção – No caso de responsáveis por famílias indígenas e quilombolas, é aceitável a apresentação de qualquer um dos documentos a seguir. Não é obrigatório ser o CPF ou o Título de Eleitor.

Adicionalmente, é essencial apresentar ao menos um dos documentos abaixo de todos os membros da família:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

Também é necessário apresentar durante a inscrição um comprovante de residência recente, dos últimos três meses. Pode ser uma fatura de energia ou água. É fundamental que a família mantenha os dados atualizados em caso de qualquer alteração, ou no máximo a cada dois anos.

Como pedir o kit antena digital?

É possível efetuar a solicitação por meio da central de atendimento da Anatel, utilizando o número de telefone 0800-729-2404. Outra opção para solicitar o equipamento é por meio da internet, acessando o website do programa Siga Antenado através do link.

Para acessar o website, siga o seguinte procedimento:

  1. Localize o menu no canto superior esquerdo da tela;
  2. Em seguida, selecione a opção “Programa de distribuição de conjuntos gratuitos”;
  3. Após isso, clique em “Realize agendamento aqui”;
  4. Na página seguinte, escolha a forma de identificação, utilizando o CPF ou o Número de Identificação Social (NIS).

A última etapa requer que o beneficiário do CadÚnico responda a um questionário e indique o dia e horário para a instalação da antena digital. Assim, é necessário aguardar a visita do técnico especializado para realizar a verificação e determinar se é necessário ou não substituir o dispositivo.

Siga o Notícias Concursos no Google News e receba novidades sobre Benefícios Sociais, Concursos, Empregos, Dicas e muito mais.

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *