Vítima de golpe diz que vendeu apartamento e investiu R$ 860 mil em empresa de Ribeirão

Author:


Uma das 227 vítimas que foram enganadas pela B&B Capital, de Ribeirão Preto, investigada por aplicar um golpe financeiro de R$ 40 milhões, disse que realizou a venda de um apartamento e investiu R$ 860 mil no negócio, que prometia rendimento mínimo de 2% ao mês.

O caso foi descoberto no final do mês de março de 2023, quando clientes procuraram a Polícia Civil após não conseguirem sacar os valores repassados à empresa para realização de investimentos. Desde então, André Luiz de Jesus Rosa, dono da empresa, está desaparecido.

Na época, o homem chegou a enviar uma mensagem aos funcionários da empresa, afirmando que estava fechando a B&B Capital, porque não tinha mais o dinheiro aportado.

Em entrevista a EPTV, o administrador de empresas Rafael de Almeida Carvalho, mostrou as inúmeras vezes que foram feitas transferências para a empresa e explicou a promessa que foi feita.

Todo o investimento que você fazia lá, você teria um rendimento mínimo de 2,5% ao mês. Porém, no contrato dizia também que 50% de tudo que eles fizessem de rendimento, era da empresa, da B&B Capital, e os outros 50% era liberado ao investidor

Extrato bancário mostra transferências para a B&B Capital. (Foto: Reprodução/ EPTV)

MP aguarda relatório

O inquérito policial do caso foi concluído no final do ano passado e foi solicitada a prisão preventiva de André Luiz Jesus da Rosa.

Além disso, foram indiciados Alex Sandro de Jesus da Rosa (irmão do dono), Pedro Eduardo Freitas Duarte, Paulo Rogério do Nascimento e Phelippe Augusto Chrysostomo da Silva, todo ligados a empresa.

Contudo, o Ministério Público (MP) aguarda um relatório da polícia para entender como era o fluxo do dinheiro e o mecanismo da empresa. Após o documento, o órgão deverá denunciar oficialmente todos os envolvidos.

Está pendente ainda uma análise do fluxo do dinheiro, do mecanismo, se a empresa efetivamente aplicava esse dinheiro no mercado de capitais, se fazia outros tipos de investimentos ou se simplesmente era uma entrada e saída de dinheiro, onde os clientes mais novos apresentavam seu dinheiro e isso era usado para saque dos clientes mais antigos. Nós não sabemos como eles operavam esse mecanismo

explicou o promotor de Justiça Augusto Soares de Arruda Neto

O que dizem as defesas?

Desde a descoberta do caso, a defesa de André Luiz Jesus da Rosa tenta ser localizada. A defesa de Pedro Eduardo Freitas Duarte disse que ele atuava apenas como advogado da empresa e que Felipe Augusto Chrysóstomo da Silva não fazia parta da empresa há anos.

Já os advogados de Paulo Rogerio do Nascimento disseram que ele também foi vítima da empresa e que vai provar a inocência do cliente.

A defesa de Alex Sandro de Jesus da Rosa disse que ele não tem participação no esquema e que tem colaborado com as autoridades.

O caso

Em março de 2023, clientes da B&B procuraram a Polícia Civil após não conseguirem sacar os valores repassados à empresa para realização de investimentos. Desde então, André Luiz de Jesus Rosa está desaparecido.

Em uma mensagem enviada aos funcionários da empresa, André afirmou que estava fechando a B&B Capital, porque não tinha mais o dinheiro aportado. Já foram realizados bloqueios e apreensão de bens de André Luiz e da empresa.

 

(com informações da EPTV)


SAIBA MAIS

Mulher é morta pelo marido na região de Ribeirão Preto

FIQUE ON

Fique ligado em tudo que acontece em Ribeirão Preto e região. Siga os perfis do acidade on no Instagram e no Facebook.

Receba notícias do acidade on no WhatsApp. Para entrar no grupo, basta clicar aqui.

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Ribeirão Preto e região pelo WhatsApp: 16 99117 7802.

VEJA TAMBÉM

Quando será lançada a segunda temporada de One Piece?





Source link

Leave a Reply