Brasol investe pesado em energia solar com 45 novas usinas em Mato Grosso

Autor(a):


Mato Grosso / Brasol
Foto: Steh220 Assessoria de Imprensa.

Parceria robusta visa iluminar 20 mil casas até 2024 e reforçar a geração distribuída.

Mato Grosso será palco de um grande avanço na energia renovável. Até 2024, a Brasol pretende levantar 45 fazendas solares fotovoltaicas, um feito que conta com a parceria estelar do Grupo Oeste e da Enersim. Com um orçamento estimado em R$ 250 milhões, a iniciativa promete revolucionar o mercado de geração distribuída (GD) na região.

Distribuição de responsabilidades e energia

Artigos recomendados

O Grupo Oeste entra no jogo responsável pela venda da energia, seguindo o esquema de cotas de geração compartilhada. Por outro lado, a Enersim assumirá o desafio de construir os projetos. Ao finalizar o plano, as usinas vão produzir uma capacidade impressionante de 58 megawatts-pico (MWp). Essa quantidade de energia pode iluminar cerca de 20 mil lares, uma resposta a consumidores de nicho como restaurantes, bares e casas que ainda buscam o mercado de energia livre. Carlos Bacha, diretor de investimentos da empresa, destaca que esses “são, de fato, pequenos consumidores, com muitos ainda fora do mercado livre.”

Modelos de financiamento e expansão do projeto

As novas usinas tiveram a sorte de garantir seu protocolo de conexão com as distribuidoras antes de uma virada significativa – 07 de janeiro deste ano – quando as regras de cobrança pelo serviço de distribuição foram reformuladas. Assim, esses empreendimentos desfrutam de um modelo de taxação antigo, mais amigável para o investidor, contudo, com um prazo específico para iniciar as operações e assegurar essa vantagem.

O financiamento das usinas tomou um rumo interessante. Bacha revela que uma captação inicial de R$ 100 milhões foi realizada através de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) em colaboração com a plataforma de investimentos EQI. Este montante deu vida às 15 primeiras usinas. E, visando a continuidade do projeto, a empresa almeja captar mais R$ 150 milhões através de CRIs.

Expandindo ainda mais seus horizontes no segmento GD, a Brasol está de olho em seis usinas já construídas, todas cortesia de desenvolvedores de projetos neste setor. Para essa nova empreitada, a empresa já tem R$ 500 milhões em caixa e busca oportunidades para realizar emissões no mercado.

Com tais movimentos estratégicos e investimentos massivos, a Brasol reforça seu compromisso com a geração distribuída e um futuro mais sustentável para Mato Grosso e para o Brasil.

Foto: Steh220 Assessoria de Imprensa.


Você quer receber apenas notícias e vagas de emprego do seu interesse? A solução chegou através do app CPG VAGAS E NOTÍCIAS! Se você é pintor, vai receber no seu celular apenas oportunidades neste cargo. E será assim com pedreiro, técnico, engenheiro e etc….. Não perca nada do que acontece no mercado de trabalho e econômico do Brasil, baixe agora o app CPG VAGAS E NOTÍCIAS, disponível para Android e IOS!

APP CPG VAGAS E NOTÍCIAS





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *